• biiaaescarattii

Filme Pantera Negra será exibido pela primeira vez em TV aberta no Brasil, nesta segunda-feira

Na última sexta-feira (28), nos despedimos do ator americano Chadwick Boseman, que faleceu aos 43 anos, vítima de câncer no cólon. Doença com a qual ele lutava a quatro anos. Após uma rede de fãs se manifestar no Twitter, o filme Pantera Negra (2018), será exibido pela primeira vez na TV aberta, nesta segunda-feira (31), pela Rede Globo em Tela Quente para homenagear o protagonista.

Lançado em 2018, Pantera Negra, filme da Marvel com o primeiro super-herói negro da história e um elenco formado quase totalmente por atores negros, superou a marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias do mundo todo, ganhou três Oscar (trilha sonora original, figurino e direção de arte) e foi indicado a mais quatro, entre eles o de melhor filme.


Chadwick Boseman, foi mais que um protagonista, ele trouxe consigo a representatividade dentro da história. T’Challa, veio para mostrar o reinado, o poder de um guerreiro. Veio para mostrar a crianças, jovens e adultos que o povo negro tem força e podem ser tudo o que quiserem.


O jornalista e fã, Will Marinho, conta como foi para ele lidar com a notícia da morte do ator: “A perda do Chadwick Boseman foi para mim, uma confusão de sentimentos. Fiquei extremamente triste pelo fato de ser um homem negro cheio de sonhos e ideias para essa vida. Senti como se tivesse perdido um parente ou um amigo. Por outro lado, meu coração seguiu quente, por saber o legado que ele nos deixou. Ter em mente que ele nos presenteou com uma atuação majestosa de um herói negro que inspirou tantos jovens como eu. Foi a primeira vez que me senti representado nas telas do cinema. E essa emoção é extremamente singular. E se essa era a missão dele, ele cumpriu da melhor forma”.

“Foi como se tivesse perdido alguém da minha família”. É assim que a publicitaria Mylena Silva, fã da Marvel descreve a perda do ator: “Foi a primeira notícia que eu li quando acordei, e fiquei absurdamente mal sabe? Eu demorei muito para poder digerir, eu o conheci no filme do Pantera Negra, amo filme de super heróis e não foi difícil me identificar e gostar dele. Ele sem dúvidas vez história, inspirou e representou Chadwick se tornou exemplo, é um herói não só da Marvel, mas eternizado pra vida!” Completa a publicitaria.

Dirigido por Ryan Coogler, o filme conta a história do príncipe T’ Challa (Chadwick Boseman) que retorna a Wakanda para a cerimônia de coroação. Nela são reunidas as cinco tribos que compõem o reino, sendo que uma delas, os Jabari, não apoia o atual governo. T'Challa logo recebe o apoio de Okoye (Danai Gurira), a chefe da guarda de Wakanda, da irmã Shuri (Letitia Wright), que coordena a área tecnológica do reino, e também de Nakia (Lupita Nyong'o), a grande paixão do atual Pantera Negra, que não quer se tornar rainha. Juntos, eles estão à procura de Ulysses Klaue (Andy Serkis), que roubou de Wakanda um punhado de vibranium, alguns anos atrás.


Outro fã que deixou o seu recado, foi o André Silva, que destacou a tamanha representatividade do legado de Chadwick: “Ele não só interpretou um dos personagens negros dos mais relevantes da Marvel, como na sua atuação promoveu o continente africano através de Wakanda. O valor do que foi promovido é inestimável, e a perda dele é gigante por tudo que foi feito e que faria mais. Poucos em tão pouco tempo mostraram a importância do povo negro. Por isso deixa um buraco enorme na nossa cultura.”

Pantera Negra, ficará marcado na história como um símbolo de representatividade para nós!


Tela Quente é exibido logo após a reprise da novela Fina Estampa.


WAKANDA FOREVER!

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo